Relatório Reuters Digital News 2020 aponta crescimento de pagantes por notícias online no Brasil

O Digital News Report 2020, do prestigiado Reuters Institute for the Study of Journalism, apontou um crescimento de 5% entre aqueles que pagam para acessar notícias online no Brasil, que agora atingem 27% da população.

O relatório também mostra um amadurecimento do consumo de notícias em aparelhos móveis (celulares) e em redes sociais, que, pela primeira vez, ultrapassaram a Televisão no consumo de notícias, 67% contra 66%.

Outros dados interessantes do relatório sobre o consumo de notícias no Brasil:

– O Grupo Globo, com a TV Globo (56% do mercado offline) e o G1 (detendo 51% do mercado online), domina o o consumo de notícias no país.

A internet (incluso redes sociais) é a maior fonte de notícias para a população, com alcance de 87%.

– Pela primeira vez, desde que o relatório é divulgado, as redes sociais aparecem a frente de canais de televisão no consumo de notícias, com 67% e 66%, respectivamente.

– Acompanhando tendência dos relatórios anteriores, o consumo de notícias online por computadores continua despencando, agora, com 43%, enquanto o consumo por celulares estabilizou em 76% – sendo este o principal meio de consumo de notícias.

– No cenário de pandemia de COVI-19, a confiança em veículos de comunicação subiu 3% em relação ao relatório anterior, alcançando 51%.

– A confiança em notícias online a partir de buscas na internet é de 53%.

– Já a confiança em notícias online encontradas em redes sociais é de apenas 38%.

O Facebook (54%), seguido por Whatsapp (48%) e Youtube (45%), são as principais ferramentas de consumo de notícias online para a maioria da população.

Deixe uma resposta